Mudanças entre as edições de "Zarganash"

De Tibia Wiki
Ir para: navegação, pesquisa
[edição aprovada][edição aprovada]
 
Linha 8: Linha 8:
 
Zarganash é uma palavra de uma língua antiga que sobreviveu a seus criadores. Ela descreve um estado complicado de um lugar que não deveria ou não existe de fato, mas ainda assim desafia isso 'estando lá de uma certa maneira'. Todo o conceito é distorcido na filosofia complicada e nas metafísicas, pesquisas modernas ainda tentam descobrir, causando debates acalorados em círculos informados. Marginalizado como uma mera filosofia, o conceito ganhou novo destaque quando os necromantes o adotaram para seus próprios propósitos.
 
Zarganash é uma palavra de uma língua antiga que sobreviveu a seus criadores. Ela descreve um estado complicado de um lugar que não deveria ou não existe de fato, mas ainda assim desafia isso 'estando lá de uma certa maneira'. Todo o conceito é distorcido na filosofia complicada e nas metafísicas, pesquisas modernas ainda tentam descobrir, causando debates acalorados em círculos informados. Marginalizado como uma mera filosofia, o conceito ganhou novo destaque quando os necromantes o adotaram para seus próprios propósitos.
 
Em uma época em que até a morte era jovem, as cavernas de Zarganash eram apenas um lugar sem muita dimensão e realidade, onde algumas das almas dos mortos descansavam por muito tempo depois de passarem para o além e para o que quer que os esperassem lá. Nas eras vindouras, incontáveis almas de todos os tipos passavam e continuavam. De vez em quando, uma alma não estava disposta a deixar o mundo mortal e tentava ficar em Zarganash. Com o tempo, o lugar que não era um lugar também abrigava mais e mais almas que se perdiam em desespero, negligência ou desafio. A porta sem forma para a vida após a morte ganhou substância e dimensão pela mera presença das almas perdidas. Se tornou um reflexo sombrio de seu desespero, formado a partir do resíduo de desejos indefinidos. As almas ficavam ali sem encontrar descanso e foram lentamente dilaceradas por seus próprios arrependimentos e fome por todas as coisas que sentiram que foram negadas na vida. Esses sentimentos pesaram e penetraram profundamente no chão e na base do plano nascente. No fundo, onde a realidade do plano fazia fronteira com o vazio do nada, essas trevas tristes, ansiosas por se devorar, se aglomeravam. Com o tempo, surgiram entidades que nasceram desses grupos famintos. Eles estavam sem forma, sem sentidos e propósito. A única coisa que eles tinham era a sua fome insaciável. Então eles começaram a devorar ativamente as almas cujo fardo as deixou afundar tanto que as coisas famintas podiam alcançá-las. Seguindo o fluxo de almas para cima, a menção devoradora lentamente ao longo dos séculos, até éons, ascendeu. Mas o plano também mudou. O sentimento dilacerado de inúmeras almas formara um mundo sombrio que ganhara alguma realidade por si próprio. A fisicalidade do mundo acima mantinha afastadas as indefinidas entidades famintas, pelo menos por um tempo.
 
Em uma época em que até a morte era jovem, as cavernas de Zarganash eram apenas um lugar sem muita dimensão e realidade, onde algumas das almas dos mortos descansavam por muito tempo depois de passarem para o além e para o que quer que os esperassem lá. Nas eras vindouras, incontáveis almas de todos os tipos passavam e continuavam. De vez em quando, uma alma não estava disposta a deixar o mundo mortal e tentava ficar em Zarganash. Com o tempo, o lugar que não era um lugar também abrigava mais e mais almas que se perdiam em desespero, negligência ou desafio. A porta sem forma para a vida após a morte ganhou substância e dimensão pela mera presença das almas perdidas. Se tornou um reflexo sombrio de seu desespero, formado a partir do resíduo de desejos indefinidos. As almas ficavam ali sem encontrar descanso e foram lentamente dilaceradas por seus próprios arrependimentos e fome por todas as coisas que sentiram que foram negadas na vida. Esses sentimentos pesaram e penetraram profundamente no chão e na base do plano nascente. No fundo, onde a realidade do plano fazia fronteira com o vazio do nada, essas trevas tristes, ansiosas por se devorar, se aglomeravam. Com o tempo, surgiram entidades que nasceram desses grupos famintos. Eles estavam sem forma, sem sentidos e propósito. A única coisa que eles tinham era a sua fome insaciável. Então eles começaram a devorar ativamente as almas cujo fardo as deixou afundar tanto que as coisas famintas podiam alcançá-las. Seguindo o fluxo de almas para cima, a menção devoradora lentamente ao longo dos séculos, até éons, ascendeu. Mas o plano também mudou. O sentimento dilacerado de inúmeras almas formara um mundo sombrio que ganhara alguma realidade por si próprio. A fisicalidade do mundo acima mantinha afastadas as indefinidas entidades famintas, pelo menos por um tempo.
 
  
 
{{Template:Infobox Criatura/List/Header|Criaturas do Local}}
 
{{Template:Infobox Criatura/List/Header|Criaturas do Local}}
 
{{:Cursed Prospector|List}}
 
{{:Cursed Prospector|List}}
 
{{:Evil Prospector|List}}
 
{{:Evil Prospector|List}}
 +
{{:Flimsy Lost Soul|List}}
 +
{{:Freakish Lost Soul|List}}
 +
{{:Mean Lost Soul|List}}
  
 +
{{Template:Infobox Criatura/List/Header|Bosses do Local}}
 +
{{:The Pale Worm|List}}
 +
{{:The Dread Maiden|List}}
 +
{{:The Fear Feaster|List}}
 +
{{:The Unwelcome|List}}
  
{{Hometowns}}
+
[[Categoria:Locais de Caça]]
[[Categoria:Cidades]]
 

Edição atual tal como às 15h17min de 9 de novembro de 2019

Gingerbread Recipe.gif A equipe do TibiaWiki.com.br informa:
Esta página é um esboço. Você pode ajudar o Tibia Wiki melhorando-a.


População: 0
Locais de caça Quests
Nenhum
Informações Adicionais
Miniature House Geo.gif Tapestry of Honour.gif Old Tome.gif Map to the Unknown.gif Silver Raid Token.gif
Não há casas no localNão há guildhall no localNão há bibliotecas no localNão há ruas no localNão há invasões no local
Links úteis
CidadesVilasPortal do CidadãoSalas de TesourosIlustrações do Tibia

História

Zarganash é uma palavra de uma língua antiga que sobreviveu a seus criadores. Ela descreve um estado complicado de um lugar que não deveria ou não existe de fato, mas ainda assim desafia isso 'estando lá de uma certa maneira'. Todo o conceito é distorcido na filosofia complicada e nas metafísicas, pesquisas modernas ainda tentam descobrir, causando debates acalorados em círculos informados. Marginalizado como uma mera filosofia, o conceito ganhou novo destaque quando os necromantes o adotaram para seus próprios propósitos. Em uma época em que até a morte era jovem, as cavernas de Zarganash eram apenas um lugar sem muita dimensão e realidade, onde algumas das almas dos mortos descansavam por muito tempo depois de passarem para o além e para o que quer que os esperassem lá. Nas eras vindouras, incontáveis almas de todos os tipos passavam e continuavam. De vez em quando, uma alma não estava disposta a deixar o mundo mortal e tentava ficar em Zarganash. Com o tempo, o lugar que não era um lugar também abrigava mais e mais almas que se perdiam em desespero, negligência ou desafio. A porta sem forma para a vida após a morte ganhou substância e dimensão pela mera presença das almas perdidas. Se tornou um reflexo sombrio de seu desespero, formado a partir do resíduo de desejos indefinidos. As almas ficavam ali sem encontrar descanso e foram lentamente dilaceradas por seus próprios arrependimentos e fome por todas as coisas que sentiram que foram negadas na vida. Esses sentimentos pesaram e penetraram profundamente no chão e na base do plano nascente. No fundo, onde a realidade do plano fazia fronteira com o vazio do nada, essas trevas tristes, ansiosas por se devorar, se aglomeravam. Com o tempo, surgiram entidades que nasceram desses grupos famintos. Eles estavam sem forma, sem sentidos e propósito. A única coisa que eles tinham era a sua fome insaciável. Então eles começaram a devorar ativamente as almas cujo fardo as deixou afundar tanto que as coisas famintas podiam alcançá-las. Seguindo o fluxo de almas para cima, a menção devoradora lentamente ao longo dos séculos, até éons, ascendeu. Mas o plano também mudou. O sentimento dilacerado de inúmeras almas formara um mundo sombrio que ganhara alguma realidade por si próprio. A fisicalidade do mundo acima mantinha afastadas as indefinidas entidades famintas, pelo menos por um tempo.

Criaturas do Local

Nome HP Exp Charm Dificuldade Loot
Cursed Prospector <img src="/images/5/56/SemImagem.gif" /> Hearthp.png 3900 Xpbestiary.png 3500 -- Difícil
Evil Prospector <img src="/images/5/56/SemImagem.gif" /> Hearthp.png 8500 Xpbestiary.png 7500 -- Difícil
Flimsy Lost Soul <img src="/images/5/56/SemImagem.gif" /> Hearthp.png 4000 Xpbestiary.png 3600 -- Difícil Comum: 0-2 Platinum Coins, Terra Rod, Lost Soul, Necklace of the Deep
Freakish Lost Soul <img src="/images/5/56/SemImagem.gif" /> Hearthp.png 7000 Xpbestiary.png 6200 -- Difícil
Mean Lost Soul <img src="/images/5/56/SemImagem.gif" /> Hearthp.png 5000 Xpbestiary.png 4300 -- Difícil

Bosses do Local

Nome HP Exp Charm Dificuldade Loot
The Pale Worm <img src="/images/5/56/SemImagem.gif" /> Hearthp.png ? Xpbestiary.png ? -- --
The Dread Maiden <img src="/images/5/56/SemImagem.gif" /> Hearthp.png ? Xpbestiary.png ? -- -- 0-6 Supreme Health Potions, 0-6 Ultimate Mana Potions, 0-6 Ultimate Spirit Potion,s 0-10 Berserk Potions, 0-10 Bullseye Potions, 0-10 Mastermind Potions, Angel Figurine, Cursed Bone, Blue Gem, Diamond, Giant Amethyst, Green Gem, Ivory Comb, 0-2 Moonstones, Soulforged Lantern, White Gem.
The Fear Feaster <img src="/images/5/56/SemImagem.gif" /> Hearthp.png ? Xpbestiary.png ? -- -- 0-6 Ultimate Spirit Potions, 0-10 Bullseye Potion, Death Toll, 0-10 Mastermind Potions, Moonstone, Silver Hand Mirror, Soulforged Lantern, 0-2 White Gems.
The Unwelcome <img src="/images/5/56/SemImagem.gif" /> Hearthp.png ? Xpbestiary.png ? -- -- 0-6 Supreme Health Potions, 0-10 Bullseye Potions, Cursed Bone, Death Toll, 0-2 Diamonds, Ghost Claw, Giant Amethyst, Ivory Comb, Moonstone, Soulforged Lantern, White Gem.